FixedFloat Blog

Nossas notícias, guias e tutoriais sobre criptomoedas

Aave. Características e benefícios

Uma Breve História da Aave

A plataforma Aave foi criada em 2017 pelo programador finlandês e Mestre em Direito Stani Kulechov. Mesmo enquanto estudava na Universidade de Helsinque, ele demonstrou interesse pela tecnologia blockchain e pela rede Ethereum, até que um dia teve a ideia de criar uma plataforma descentralizada de empréstimos criptográficos. Então, em 1º de maio de 2017, Kulechov criou uma empresa, chamando-a de ETHLend, e lançou um token nativo. Por meio da ICO, a empresa conseguiu arrecadar US$ 16,2 milhões.

Em setembro de 2018, o ETHLend.io foi renomeado, com isso a plataforma passou a ser conhecida como Aave. Traduzido do finlandês, Aave significa "fantasma". Um ano depois, o testnet público Aave V1 foi lançado e, no início de 2020, a rede básica da primeira versão do Aave foi lançada na rede Ethereum. No final do ano, o token LEND foi migrado para AAVE na proporção de 100 para 1, e a rede principal Aave V2 foi lançada.

Agora, o Aave é um protocolo DeFi que permite emprestar ativos ou moedas online e sem intermediários usando taxas de juros variáveis e estáveis.

Características do Aave

  • Protocolo de empréstimo de código aberto. Isso aumenta o nível de confiança na plataforma. Há também uma comunidade cujo trabalho é monitorar o projeto para identificar e corrigir a vulnerabilidade.  
  • Pools de várias moedas. 17 moedas são suportadas para maximizar os ganhos. Os proprietários fornecem liquidez a qualquer um desses pools de crédito e obtêm lucro. Primeiro, os clientes depositam fundos. Eles podem então retirar ativos do pool por meio de empréstimos. O credor pode mover seus ganhos para uma carteira ou usá-los para negociação.
  • Serviço sem custódia. O protocolo é adequado para investidores com medo de hackers. Apenas os usuários têm acesso às suas carteiras e os criptoativos são armazenados em serviços externos.

Desvantagens do Aave

  • Um dos principais problemas com um token é a sobrecolateralização. Os usuários devem bloquear criptoativos por um valor maior que o valor emprestado. Isso pode não ser eficaz para usuários comuns que precisam de financiamento descentralizado.
  • Taxas de juros baixas, o que reduz a atratividade aos olhos de potenciais investidores que buscam oportunidades de ganhar dinheiro.